Escolas e projetos vencedores

A formatação do Bandeira Verde é simples: cada escola escolhe um tema e tem seis meses para desenvolvê-lo. Depois, tem um prazo de 20 minutos para a defesa do seu trabalho diante de uma banca de jurados. E, para evitar contaminá-lo com pressões eleitorais, a premiação não coincide com ano eleitoral. Assim, a primeira ocorreu em 2009 e a segunda, em 2011. A próxima será em 2013.


2009
Campeãs da área urbana


1. Escola Municipal Nossa Senhora do Guadalupe
Diretor: Francisco Charles Martins
Coordenação pedagógica: professoras Ivânia Souza e Elisabete Cavalcante
Feito: alunos criaram postos de coleta seletiva de lixo no bairro Asa Branca (numa área de ocupação)

2. Escola Estadual Amabílio Alves Pereira
Diretora: Gisele Regina Amaral
Coordenação pedagógica: Alberone Costa, Cilene Lima, Valdilene Chaves e Marly Fernandes
Feito: Campanha para limpeza da própria escola e do bairro como um todo e oficina de reciclagem

Observação: As duas escolas empataram e decidiu-se premiar ambas.

Campeã da área rural
Escola municipal São Francisco Xavier
Feito: arborização da área da escola e plantio de mudas na nascente do igarapé Arapiranga, o principal da região

Muito pequena, a escola não tem diretor nem coordenador pedagógico.

2011
Campeãs da área urbana

1. Escola Cristo Libertador
Diretor: Antonio Carlos B. Galo
Coordenação pedagógica: professores Orlando Silva Paiva Júnior e Márcia Regina Heinem
Feito: alunos recuperaram a nascente do igarapé Barrozinho, que estava quase morrendo pelo acúmulo de lixo

2. Escola Daniel Berg
Feito: alunos participaram ativamente nas redes de supermercados e mercadinhos da cidade para a redução do uso de sacolas plásticas. A escola negociou com mercados a utilização de sacolas de pano em uma hora do dia

Campeãs da área rural
1. Escola São Benedito (1ª a 4ª série)
Diretora: Domingas Mara
Feito: horta na escola e plantio de mudas frutíferas em áreas desertas

2. Escola Nova Inácia (5ª a 8ª série)
Feito: limpeza e recuperação da mata ciliar do igarapé Inácia

3. Escola Nossa Senhora de Fátima (no Curuperé – 1ª a 4ª série)
Feito: educação ambiental de crianças da pré-escola a partir de vídeos e músicas

Observação: Muito pequena, a escola não tem diretor nem coordenador pedagógico. Apenas a professora Andréia Cristina Quaresma.

Premiação e participação das escolas
Em 2009
R$ 1.000,00 para cada escola vencedora, nas modalidades ensino fundamental menor (de 1ª a 4ª) e ensino fundamental maior (de 5ª a 8ª). R$ 500,00 para os professores

Obs.: no primeiro ano, todas as seis escolas urbanas e 24 das setenta da área rural participaram do projeto

Em 2011
R$ 2.000,00 para cada escola vencedora, nas modalidades ensino fundamental menor (de 1ª a 4ª) e ensino fundamental maior (de 5ª a 8ª). R$ 800,00 para os quatro professores

Obs.: Em 2011, todas as sete escolas urbanas participaram e houve um aumento na participação das rurais, de 24 para 36

Creative Commons

Creative Commons
Revista Teoria e Debate. Alguns direitos reservados.