Eleição das Mesas Diretoras do Congresso

As bancadas petistas devem adotar todos os tipos de ações para barrar as medidas antipopulares e antidemocráticas do governo golpista que avançam no Congresso. O debate sobre a tática a ser adotada mobiliza parlamentares, militantes e simpatizantes do partido

Há um intenso debate sobre a tática a ser adotada para garantir direitos e não b

Há um intenso debate sobre a tática a ser adotada para garantir direitos e não barganhar com golpistas

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores, reunido dia 20 de janeiro de 2017, aprovou a Resolução sobre a eleição das Mesas na Câmara e no Senado, uma orientação a suas bancadas, na qual reitera que “é vital combinar todos os tipos de ação massiva e combate parlamentar para inviabilizar as medidas antipopulares, antidemocráticas e antinacionais do governo usurpador” e defende a proporcionalidade das bancadas no Congresso, como um direito constitucional. Entretanto, o documento não veta qualquer negociação para garantir a participação do partido nas Mesas. Desde então, o debate acalorado a cerca da tática a ser adotada pelas bancadas petistas tem mobilizado dirigentes, militantes e simpatizantes do partido. Convidamos alguns parlamentares a registrarem sua opinião aqui: o líder da PT na Câmara, Carlos Zarattini, o deputado federal João Daniel (PT-SE) e o deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP)

Creative Commons

Creative Commons
Revista Teoria e Debate. Alguns direitos reservados.